terça-feira, 1 de agosto de 2006

Ready, Steady, Cook!

Cozinhar, cozinhar, cozinhar...
Como ou tenho aulas de manhã ou de tarde e o L. igualmente faço, habitualmente e ao contrário da maioria dos portugueses, as refeições todas em casa. Isto obriga a algum planeamento e é sobretudo isso que, por vezes, me custa. Não é tanto o de ter de cozinhar mas é o pensar no que hei-de fazer...
Estas férias (sim, porque amanhã entro de férias!!!) resolvi ter 'uma ideia brilhante', decidi pedir aos miúdos, que já estão a ficar granditos, para começarem a dar uma ajuda a escolher e a fazerem as respectivas compras comigo.
Esta estratégia também vai ajudar o M. a ter de tomar decisões, coisa que ele não gosta muito de fazer.
Ainda não sei bem no que 'isto vai dar' e sei que eles 'também não são muito normais' (que mais dizer de dois miúdos que têm no peixe cozido o seu prato preferido?!) mas vamos experimentar. O pior que nos poderá acontecer é faltarem-lhes ideias e andarmos a comer o mesmo dia sim, dia não. lol
Nunca fui muito stressada com a comida e não contassem comigo para 'andar atrás dos meninos de pratinho na mão' e 'olhó pópó' e 'olhó passarinho'. A partir da altura em que começaram a comer o mesmo que nós começaram a experimentar de tudo. Se não comiam melhor ao almoço comeriam ao jantar (e à mesa com o resto da família) e jamais deixei que em lugar algum (sobretudo nas avós) alguém fizesse alguma coisa diferente para eles...
Hoje em dia tenho a sorte de comerem de tudo.
Bem, tudo, tudo não pois também têm o direito a terem os seus gostos próprios mas quando tentaram começar a abusar implementámos uma regra (partilhada pela Loca) que lhes permite não-gostar de UMA coisa e eu não os obrigo a comer ESSA coisa. A 'coisa' pode ir variando (não na própria altura, claro) e neste momento o M. não come esparregado e a M., que começou com o puré de batata (a consistência dava-lhe vómitos), agora não come 'farnicheira' (como ela chama à farinheira).
Para primeiro dia não nos saímos mal. Ela escolheu lulas guisadas para o almoço e ele escolheu bacalhau com batatas, ovo e grão para o jantar (e alho crú para os homens... nossa!)
Para amanhã também já decidiram. O M. escolheu hamburger com esparguete e salada de tomate para o almoço e a M. escolheu cogumelos com arroz branco para o jantar.
A ver vamos no que isto vai dar.
Kiss the Cook!

Imagem: Home Style Cooking, Linda Carter Holman

6 Sementes:

Flor 12:18 da manhã  

Gostei da ideia :) Assim também darão mais valor ao trabalho da mãe em casa.
Eu adoro cozinhar, mas detesto escolher ementas, dá-me a sensação de que estou sempre a confeccionar os mesmo pratos :-p

Escalla 9:58 da manhã  

Boa ideia!
E pelo menos no ínicio já não está nada mal :)
Tens de ir-nos mantendo informadas aí do desenvolvimento disso :)

Virgulina 10:56 da manhã  

Parece-me uma excelente ideia e pelos vistos os miúdos até têm bom gosto (tirando o peixe cozido)! ;o)

fantasma 3:20 da tarde  

Eu acho a idea excelente, ajudam-te a ti, dá-lhes alguma responsabilidade a eles, e pelo menos não se podem queixar que não gostam da comida :) E isso de poderem NÃO comer uma determinada coisa também me parece bem.

Agora que não tens filhos normais, isso não se questiona. Não é só o peixe cozido, é pedirem lulas e hamburgueres com ESPARGUETE!? Eu gosto muito de esparguete, mas hamburguer é com ovo estrelado e batata frita! Salada de tomate? Pediam era bifes, massa com natas, toneladas de batatas fritas! Isso sim, é que era normalidade ;op

Patrícia 9:37 da manhã  

É pá, os teus meninos têm definitivamente bom gosto!!!!
E a tua ideia parece-me excelente, pelo menos por um tempo vais ter pratos variados para fazer!

Loca 4:06 da manhã  

Olha que bela ideia, vou já copiar eheh...

PS. Boas férias.
:))

Counter

  © Blogger template 'Personal Blog' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP