quarta-feira, 30 de agosto de 2006

Protesto! Sou contra!

De vez em quando passam-me coisas destas pela cabeça.

Hoje venho protestar. Sou contra, portanto.
Contra quê? Perguntam vocês...
Eu digo.
Eu sou contra o papel higiénico de 4 folhas!
Quatro folhas. Desculpem. QUATRO folhas?!
Existiam os de folha simples (ok, são rijos mas é por isso que são mais baratos) e os de folha dupla. Faziam o serviço que lhes competia e ponto final. Não chegavam?!
Pelos vistos não...
'Agora' apareceram os de 3 folhas e, pasme-se, os de 4 folhas. Mas quem é que precisa de 4 folhas para se limpar? Tenham paciência!
Irrita-me esta diversidade de produtos desnecessários. Folha simples, folha dupla, folha tripla, folha quádrupla, perfumados ou não, reciclados (mais caros que todos os outros, como de costume) ou não, com bonequitos ou lisos. Isto vezes n marcas e vezes embalagens de 4, 12, 18, 32 ou 48 rolos dá... um corredor inteiro de hipermercado com papel higiénico!
Lembro-me de ser miúda, ir às compras com a minha mãe e havia, por exemplo, no máximo 2 detergentes para a roupa (na verdade até só me lembro dos baldes redondos do Skip). Chegava perfeitamente e demorava-se metade do tempo a escolher.
Estas coisas irritam-me. Irritam-me sobretudo por uma questão ecológica e olhem lá que eu nem sou muito bem comportadinha já que de vez em quando me 'foge' qualquer coisa para o caixote errado por preguiça. Mas pronto, seguindo...
Numa altura em que tanto se fala de escassez de recursos no nosso planeta para quê continuar a inventar estas coisas? Para quê criar necessidades que não existem?
É mais poluição que se faz e são mais árvores que se abatem desnecessariamente.
O papel de folha dupla chegava perfeitamente.
Ah e acreditem ou não também já existe papel higiénico preto, vermelho, verde e laranja.
Verdade! E é uma invenção portuguesa da Renova.
Produzido na Zibreira, em Torres Novas ali ao pé do Rio Almonda, é muito procurado internacionalmente sobretudo para hotéis cuja decoração condiz com estas cores... lololol Só mesmo os portugueses para explorarem nichos de mercados com estas brilhantes ideias!
Até já estou a imaginar os americanos a dizerem Zibreira e Renova...
Esta 'coisa' da coloração nem me choca muito porque sempre ouvi dizer que são mais nocivas para o ambiente (e até para o nosso corpo) as lixívias e outros químicos que se utilizam para branquear o papel e as fraldas do que propriamente a realização da coloração.
Mas QUATRO folhas?! Tenham paciência!
Sou contra!
:P
Agora queixem-se que isto é um post de m**** que eu digo-vos!

10 Sementes:

Loca 12:12 da manhã  

Ora cá eu não me queixo do post, até concordo com ele. Dizem por aí as más línguas que, na minha família, a conversa à mesa vai sempre parar ao mesmo sítio do papel de quatro folhas. Se calhar têm razão...
E acerca do papel colorido, a minha mãe até costuma dizer que se recusa a limpar com papel cor-de-rosa porque faz alergia de certeza!
Bêjos
:))

Tá visto que hoje foste às compras...

Ana 12:15 da manhã  

Looooooooooool! Só tu para te lembrares de um post destes! :op
Eu cá acho muito bem que protestes, papel higiénico preto? Para quê? E odeio os perfumados, estou como a mãe da Loca, deve fazer alergia de certeza!

pikenatonta 2:53 da manhã  

lololol!! Gostei do post, sim senhora! E já cá não vinha há algum tempo. São muitos blogs para ver, por isso quando me afasto é de todos, pronto...
Mas tinha que vir aqui agradecer a tua surpresa do Algarve!! É um postal cómico sim senhora! Obrigada por te lembrares de mim, és uma querida!!

Beijocas!!!

Snowshoee

syrin 7:52 da manhã  

LOLOLOL.
Grande post, sim senhora.
Sempre gostava de saber onde tiveste tu inspiração para isto...
;)

Joana 10:17 da manhã  

Nao stressem que nao vale a pena:
-A Renova e uma fabrica portuguesa e cria empregos na zona de Torres Novas, muito bom nos tempos que correm
-Quem quizer usa papel de duas folhas, de uma folha ou ate o famoso troco de couve-ha-os para todos os gostos
-O papel higienico e bio degradavel
-podes comprar sempre a mesma marca de detergente e escusas de perder tempo a pensar em escolhas

PA 10:23 da manhã  

Sim Joana, eu sei. Eu até disse que achava piada à ideia e nem estava contra o papel colorido com essas cores tão fortes.
O meu protesto é outro, é o papel de 4 folhas (que nem é da Renova). Pode bem ser biodegradável não deixou de consumir árvores em excesso para poder ser produzido.

fantasma 11:52 da manhã  

LOL! As coisas que tu te lembras...
Eu por acaso tb me irrita a variedade porque, sendo novata disto de compras para a casa e gostando de mudar, fico sempre tempos infinitos a olhar para ver qual quero dessa vez... E olha, da última experimentei o de 4 folhas e, além de ser o que disseste, é rijo p'ra caraças! :op
Numa das vezes comprei papel cor de rosa mas só para a minha casa de banho, o P. diz que isso é coisa de gaja e a minha casa de banho é que é em tons de rosa e cinza :) O que tenho lá agora é o normal (não me lembro das folhas) branco com uns desenhos de cãezinhos, da Scottex, e é o que tenho gostado mais! Vai ficar!!

Ainda não vi o laranja e o verde, os outros, admito, consumista como sou só não comprei o vermelho pq é mto + caro que o normal.... :*)

caracois 3:42 da tarde  

eu, por acaso, já vi o preto e o vermelho. escusado será dizer que fiquei pasmadinha no corredor do supermercado a olhar....

aos meus olhos 10:27 da manhã  

Desculpem a minha modesta opinião, mas sou muito prática e não entro em modernisses ou consumismo excessivo (cor, odor, textura ou número de folhas) continuo fiel utilizadora do papel branco de folha dupla, e os corredores coloridos e com muita publicidade nem me chamam à atenção (e o branco combina com a cor de todas as minhas casas de banho...)
Bom fim de semana.
Bjitos
ana

NCD 11:01 da manhã  

Não stresses. A realidade é que o papel tem mais folhas porque as folhas são mais finas. As árvores devem dar ela por ela. O que eu não percebo é que se continue a produzir reciclado mais caro que o outro.

Counter

  © Blogger template 'Personal Blog' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP