sexta-feira, 14 de julho de 2006

Praia

Ter ido para a praia uma semana seguida fez-me voltar a pensar 'nestas coisas'. Ir à praia em Portugal é uma experiência interessante.
Será que os feios (eu incluída) se juntam todos no mesmo lugar? É que somos mesmo um povo de feios. Será que, lá fora, as pessoas têm vergonha na cara e não vão à praia?! Ou vêm fazer praia para cá?
Dou comigo a pensar onde é que vão arranjar gente para fazer anúncios dos Corpos Danone... Não existem, é a minha resposta. Cá, pelo menos. Ou então deve ser gente que tem uma praia só para eles...
Ir à praia é pôr tudo a nú. Ou antes fosse pois se já os fatos de banho do ano anterior (a cairem pelo ** abaixo) são tão feios o que dizer das roupas que lhes põem em cima...
Não me levem a mal, eu admiro as pessoas que conseguem ensardinhar-se num carro para ir à praia, deixá-lo a 5 km do sítio onde vão ficar, acartar com o saco maior que encontraram e suportar aquela caloraça todo o dia. Verdadeiros heróis.
Ah, e eu tenho a certeza que há certos fatos de banho (para senhoras avantajadas) que só se vendem cá!!!! Em mais nenhum país do mundo se vê daquilo!
Deve haver qualquer coisa que me escapa na finalidade da praia...
Só a consigo suportar dentro de água ou à beira mar ou à sombra, de preferência de camisola, munida de uns livros e de frutas e água e sentada. Se fôr numa esplanada melhor.
E, já agora, é suposto as pessoas bronzearem-se para quê? Para depois andarem tapadas o resto do ano? Para parecerem ainda mais velhas? Sim, não me venham cá dizer que aquele 'ar castanho' é bonito! Será que é para dizerem aos amigos que, embora tenham passado o verão na Caparica aquilo é bronzeado de duas semanas em Cuba? Escapa-me...
Enquanto não tive crianças acho que nem pensava muito no assunto. Em adolescente combinava-se ir para a praia e ia-se, pronto. Devíamos gostar de queimar os pés a jogar vólei ou então a afogar-nos uns aos outros. lol Lembro-me que ia para fora de pé, para lá longe, longe, longe e depois havia sempre alguém que gostava de dizer "lembram-se daquela parte do filme d 'O Tubarão'..." era risota na certa e tudo a 'correr' para terra!
Depois acho que passei uns tempos sem ir lá. Fazer praia na verdadeira acepção da palavra, i mean... É que de resto eu adoro o mar e sou assídua frequentadora de praia todo o ano. Então por aqui que tenho o mar e umas escarpas lindas ao pé do cabo Espichel não consigo passar muito tempo sem o ir espreitar.
Agora com miúdos, o médico lá me convenceu que, a bem da vitamina D, eu tinha de os levar lá. Mas vá, o esforço não é assim tão grande porque eles adoram tomar banho e brincar e são como eu, o calor que o suportem os outros. Connosco é disciplina militar. Tropa, mesmo. Entrar às 9, sair às 11 entrar às 4 e meia e sair... quando apetece. Como vamos por períodos pequenos nem vamos muito carregados e cada um tem de fazer pela vida e levar o 'seu lanche'.
Agora continuo é a não conseguir perceber como é que há gente a chegar (e com crianças pequenas) à hora a que eu estou a sair e, quando volto pela segunda vez, ainda lá estão.
É como vos digo, escapa-me qualquer coisa...
:o
Ilustração: Judy & Marge, Lowell Herrero

11 Sementes:

Virgulina 5:11 da tarde  

Eu já há algum tempo que não me dou muito bem na praia, sinto-me mal ao sol e com o calor. Portanto só me apanham na praia umas horitas por dia, debaixo de um chapéu de sol, sentadinha na minha cadeira a ler e com uma garrafa de água ao lado. Pouco me bronzeio por estar sempre à sombra, mas nem ligo a isso. Já não consigo entender as pessoas que estão um dia inteiro na praia a esturrar ao sol!

fantasma 5:11 da tarde  

LOL!
Vê-se cada coisa, realmente....
Eu cá gosto de praia, mas farto-me depressa, porque não sou capaz de estar lá de papo para o ar sem fazer nenhum, dormir nem pensar, andar a jogar raquetas - se eu não vou ao ginásio!! - não é para mim, e para ler há sítios bem + confortáveis!! Gosto muito da banhoca no mar mas se sou friorenta e a água está gelada é preciso estarem 35ºC para me meter lá dentro...
Já quanto ao bronzeado, gosto. Talvez porque sou mto branquinha, tenho um ar um bocado amarelado e porque me custa MTO a bronzear - facilmente apanho escaldões e a pele cai-me sempre pelo que ganhar cor é difícil. Mas gosto de me ver com um ar + douradinho, + saudável. Com cuidados, claro, detesto pôr o protector mas ponho...

O que menos gosto na praia, realmente, é o ter de me despir. Com este (infeliz) corpinho que me foi dado, é uma pena ter de assustar que estiver ao meu redor :op

aos meus olhos 12:14 da manhã  

Sou da mesma opinião. Estou de abalada, mas branquela que sou é de imaginar que nem sequer me posso expor ao sol, mas também é complicado ficar (com este 1,70m) debaixo de um guarda-sol com uma família tão grande, era ser egoista!! Mas neste momento tenho a mais nova a meu favor e como desculpa... Só no final do dia é que vamos à praia, naquela hora em que a maior parte das pessoas já está "estorricadita" e de saída...
Fica bem, até breve.
Bjitos
ana

papalagui 2:58 da manhã  

Eu começo a achar que não existe gente com Corpos Danone, ponto final, e já me preocupei mais com isso. É como nos Estados Unidos, os/as únicas pessoas com dimensões normais são os actores e actrizes e digo isto quando uma saia tamanho dois (e eu não sou desnutrida de carnes, como sabem) me serviria e os números iam até ao dezoito.
Quanto aos prazeres da praia, bem, para mim funciona como um retemperar de forças, mas sou preguiçosa e se é prazer não faço sacrifício, portanto, abanco quase no primeiro sítio que encontro e, para apanhar filas e trânsito, fico em casa. Não entendo, mas não entendo mesmo, como é que se levam as crianças para a praia nas horas "perigosas". Hoje reparei que quando chegámos, lá pelas três e meia, quatro, ainda havia pouca gente na praia. O mar estava bravo que sei lá, mas aqui na costa não é de estranhar.

syrin 9:38 da manhã  

Eu cá, como n gosto de praia, não vejo nada disso.
Aliás, as minhas férizitas estão reservadas para quando o maior calor já tiver ido embora. :)

caracois 10:12 da tarde  

Compreendo-te. Já não faço praia desde os 15 anos, altura em que me libertaram do fardo anual (há 26 anos, portanto!!). E quando digo não faço é não faço mesmo!!! Nunca mais pus os pés numa praia. E como me sinto bem :-)

gata 10:58 da tarde  

eu adorava praia até aos meus 18 anos. não, até aos 21, eu acho. mas praia era apenas sinonimo de ir ao banho, e de bandeira amarela ninguém lá me apanhava que n tenho feitio p estar de papo para o ar sem fazer nada, :S

aos 21/22 anos passei a n conseguir entrar na água da minha tão quente praia cá da figueira :s e este ano só fui ainda uma vez e fiqwuei ao sol, a bem da bela vitamina d... e apenas por causa disso...

a minha cunhada leva a miuda para a praia às 10h30 da manhã p sair de lá ao meio dia, 1h. que nervos!!! na ultima vez, depois de uma conversa em que eu disse à miuda «nem a mamã devia ir a essa hora, NUNCA entre as 11h e as 16h», a pequenita recusou se terminantemente a ir com a mãe à praia, quis vir para cá e disse á mãe «vem me buscar ás 4 horas»

EHEHEH

Joana 10:28 da tarde  

eu tambem faco parte das pessoas que dos corpos danone so se for os tornozelos bem torneados
E alem do mais, tenho alergia ao sol (a SERIO), praia so se for bem tapada

Mishka 11:41 da manhã  

Lá de longe a longe... raramente... quando o rei faz anos, vejo uns corpinhos Danone aqui pelas praias do Algarve. Pronto, sou uma sortuda ou então eles combinaram vir todos para cá! ;) hehehe
Faço praia das 8, 8:30 até às 10:30, 11 horas, com o meu pequeno, claro está! Não, não me sento à sombra do chapéu de sol, não gosto e esse lugar está reservado para o meu filhote e o seu papá que não gosta de sol. Brincam com a areia e com os baldes de água que vamos buscar ao mar. Adoro vê-los brincar na "piscina" escavada pelo pai à beira mar. Fazemos questão de proteger bem a pele do filhote besuntando-o todinho antes de sair de casa e obrigando-o a usar o chapéu e os óculos de sol.
Como moramos relativamente perto da praia (5, 10 minutos conforme o trânsito) conseguimos sempre chegar cedo, não apanhar filas, ter lugar para estacionar e espaço no areal, quando de lá saímos quase nos espetam o recém-chegado chapéu de sol nos calcanhares, há sempre alguém à espera para ficar com o lugar de estacionamento e temos filas intermináveis porque a estrada é estreita e há montes de gente a chegar.
À tarde não vamos para a praia, o prédio onde moramos tem piscina (finalmente acabaram as obras!) e sombrinha q.b. durante a tarde. À hora de almoço já colocámos lá a piscina insuflável do bebé para aquecer a água ao sol e por volta das 5 horas descemos os três para mais umas duas horas de brincadeira na água. Mais uma vez, a mãe prefere o sol e os 'homens' a sombra, mas não pensem que sou uma daquelas 'taradinhas do bronzeado'... Não. Eu sou mesmo é friorenta!!!
:D

Irene 7:36 da tarde  

Eu cá como tenho tensão baixa na praia sinto-me mal.Também me sinto mal por estar descascada à frente de milhentas pessoas (eu ao contrário de muitas pessoas tenho espelho em casa e olho-me nele).
Não gosto de ir para a praia porque sou miupe e sem óculos não vejo um palmo à frente do nariz o que torna as idas à água ligeiramente desconfortáveis pois há uma certa tendência em não dar com o sítio onde estava a toalha ou as pessoas com que fui.
Realmente há pessoas que gostam de torrar sem o mínimo cuidado, caramba não vivemos na idade da pedra, não é por falta de informação, o cancro da pele é uma realidade muito real, por isso chego à conclusão que as pessoas são mas é estúpidas.

Zaahirah 12:04 da manhã  

Eu cá, do alto da minha sabedoria de 21 anos só este ano decidi juntar-me ao grupo dos sem-vergonha-nenhuma-de-mostrar-as-imperfeições. Sei que sou um bicho estranho, porque só este ano me arrisquei a usar bikini...e não é que deixaram de me olhar com um ar estranho!!! Parece que ver uma "cheinha" em bikini é menos chocante do que ver uma "cheinha" em fato de banho.....pois é, o meu amiguinho fato de banho saiu dedinitivamente de moda! =) é desta que bronzeio a bela da barriguinha!! =D

Counter

  © Blogger template 'Personal Blog' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP