terça-feira, 13 de maio de 2008

A escola (again)

Gosto da escola onde estou este ano.
Gosto do espaço físico, gosto dos colegas e gosto das condições mas os miúdos são difíceis. Muito complicados mesmo. Nem em Setúbal, no bairro da Camarinha ou encostada à Bela Vista eu tive miúdos assim. O desinteresse é generalizado e uma perspectiva de futuro é coisa que não existe.
Leccionando uma disciplina com pouca carga semanal (90min) açambarco o 3º ciclo e os resultados globais são assustadores. As disciplinas que dão trabalho são as que interessa riscar do mapa. Tenho um 8º ano com 52% de negativas a Matemática e a História e 44% de negativas a Francês. Tenho outro com 36% de negativas a Matemática e 33% a História e, o melhorzinho, tem 27% de negativas a História. Nos 7ºs, que chegaram agora fresquinhos a esta escola, o panorama não é melhor. Um tem 26% de negativas a Matemática, outro tem 30% de negativas a Português e outro tem 53% de negativas a Matemática e 30% a Geografia. Há para todos os gostos, portanto. Trabalhar é que não até porque a razão está sempre do lado deles... O que os professores dizem não interessa, os planos de recuperação e acompanhamento são 'para inglês ver', e os TPC dão muito trabalho a fazer.
Faltas são mais que muitas, tenho 9 miúdos de duas turmas suspensos de 1 a 5 dias, os pais primam pela ausência e miúdos com 6 negativas ainda acham que um milagre qualquer os vai fazer passar de ano...
Um bela perspectiva de futuro, claro. Para eles e para o país...
Tenho alturas em que penso se vale mesmo a pena o meu esforço...

3 Sementes:

Buzas 12:52 da tarde  

Compreendo-te.
Sabes que não penso que tenha algo a ver com vizinhanças de bairros problemáticos, ou de origens em famílias disfuncionais... Ou melhor , a ver tem, mas não explica tudo. No colégio dos meus filhos, particular, com excelentes condições , e quando te digo excelentes estou a abranger tudo, desde piscinas a capela passando por restaurante e jardins, mas principalmente por pessoal auxiliar de um humanismo incrível, pessoal da secretaria com o desvelo de mães, e professores de primeira água, pensas que os resultados são muito melhores? Não. Não atingirão as "tuas" percentagens, mas não andam muito longe. Acho que demonstra bem o efeito do desinteresse por parte dos pais pela vida escolar dos filhos ( pela vida deles em geral, até ). E esse desinteresse é frequente por ali. Secalhar tanto ou mais que em ambientes mais desvaforecidos. Daí os resultados "similares"...
Valer a pena? Sinceramente não sei se vale... Mas mal de todos nós, quando tu e pessoas como tu desistirem de fazer o esforço.

pikenatonta 2:08 da tarde  

Compreendo-te perfeitamente... Não sou professora mas penso muito nisso, no futuro destas crianças e jovens de hoje em dia... E é triste... Mesmo muito triste... Não se preocupam com absolutamente nada, não percebo... Isto chegou a um ponto drástico! Ainda a noite passada estive a falar com o C. sobre isto...

Mas sabes que mais? Vale sempre a pena quando a alma não é pequena... :) Não desistas... Podes não mudar o mundo todo mas podes sempre mudar o mundo de alguém...

Beijinhos! ***

fantasma 4:48 da tarde  

Claro que vale a pena. Tu estás a dar o teu melhor, a esforçar-te para mudar as mentalidades e a vida deles. E se em 30 alunos duma turma conseguires chegar a 1, eu já acho que por el@ valeu tudo a pena.
Bjos

Counter

  © Blogger template 'Personal Blog' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP